Presidente da Vale nega ter sido convidado para a Fazenda

Murilo Ferreira negou especulações sobre contato com o governo para ocupar a pasta; seu nome circulava entre um dos cotados para o cargo

Mônica Ciarelli e Mariana Durão, O Estado de S. Paulo

30 de outubro de 2014 | 12h40

 Rio - Em teleconferência com analistas nesta quinta-feira, 30, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, negou ter recebido convite para ser ministro no novo governo da presidente Dilma Rousseff, reeleita no último domingo. Nos últimos dias, especulações apontavam o nome do executivo como um dos indicados para ocupar o Ministério da Fazenda. "Na verdade não recebi nenhum convite ou fui consultado para ser ministro", disse

Ferreira ressaltou que está muito focado em aumentar a eficiência da Vale, que tem pela frente um“ futuro maravilhoso”. Seu nome chegou a aparecer como um dos cotados para o cargo.

O presidente executivo do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, ainda continua como uma das possibilidades da presidente, mas ele estaria colocando resistências para aceitar a missão de comandar a economia brasileira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.