Presidente da OAB diz que Rosso deve fazer auditoria sobre contratos

Novo governador do Distrito Federal foi escolhido em votação indireta na noite deste sábado

AE, Agência Estado

17 de abril de 2010 | 21h09

BRASÍLIA - O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, sugeriu ao governador eleito do Distrito Federal, Rogério Rosso (PMDB), que promova uma auditoria nos contratos do governo e publique na internet as contas do governo.

"Embora não conheça o governador eleito, sua história política, ligada aos ex-governadores Roriz e Arruda, lhe impõe, para que possa ter a seu lado pelo menos o benefício da dúvida, que promova uma auditoria nas contas e contratos hoje existentes no GDF, colocando os gastos do governo na internet em tempo real, a fim de que a sociedade de Brasília saiba o que foi feito com os seus impostos e passe a acompanhar o que será feito", disse Cavalcante, segundo informação distribuída pela sua assessoria.

Rosso, eleito pela Câmara Distrital para um mandato até o fim deste ano, foi presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) na gestão de José Roberto Arruda, cassado em março pela Justiça Eleitoral por infidelidade partidária em meio ao escândalo de corrupção de Brasília. Já foi também aliado do ex-governador Joaquim Roriz.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasíliaOABRogério Rosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.