Presidente da OAB discute crise política e impeachment com Lula

Ao sair do Palácio do Planalto, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, relatou que conversou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a crise política e confirmou ter falado com ele sobre o fato de o Conselho da OAB ter marcado para 8 de maio uma reunião em que decidirá se entra ou não com pedido de abertura de processo de impeachment do presidente. "Mas eu disse claramente ao presidente que a OAB não será palanque para partidários do governo ou da oposição", contou. A conversa, que deveria ter sido de apenas 15 minutos, se estendeu por quase duas horas e entrou na crise política, segundo Busato.Ele relatou ainda que Lula reclamou das CPIs e afirmou que as investigações não foram justas com ele, porque se estenderam além dos assuntos que deveriam investigar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.