Presidente da OAB compara Stédile ao líder do Hamas

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, comparou hoje as ameaças de invasões de terras feitas pelo líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), João Pedro Stédile, às promessas de ataque aos Estados Unidos e a Israel anunciadas pelo novo líder do grupo Hamas, Abdel-Aziz al-Rantissi. Stédile afirmou que "abril vai pegar fogo". "Hoje de manhã liguei a TV e vi o novo líder do grupo terrorista Hamas dizendo a mesma coisa, que vai transformar abril em um mês de sangue, em um abril vermelho", comentou.Segundo o presidente da OAB, as declarações do líder do MST "tumultuam a vida da sociedade civil brasileira e lembrar o terrorismo internacional". Busato disse que Stédile está dando uma "demonstração horrível" de como deve ser comandado um movimento social. Para ele, o líder do MST passou dos limites. "O MST é um movimento pelo qual a população tem respeito, que tem suas prioridades, mas não é desta forma, partindo para a ilegalidade, lembrando com essas declarações de Stédile o terrorismo internacional, que o movimento vai resolver os problemas graves daqueles que não têm terra para plantar", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.