Evaristo Sá/AFP
Evaristo Sá/AFP

Presidente da Embratur diz que jornalistas ‘chafurdam’ e procuram problemas

Gilson Machado ataca a imprensa durante cerimônia em comemoração aos 54 anos da agência de fomento ao turismo

Eduardo Gayer, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2020 | 18h13

O presidente da Embratur, Gilson Machado, aproveitou a cerimônia em comemoração aos 54 anos da agência de fomento ao turismo, na tarde desta terça-feira, 17, para atacar a imprensa, dizer que jornalistas estão “chafurdando” atrás de notícia ruim, como a pandemia de covid-19, e defender o governo do presidente Jair Bolsonaro

“Se uma agência da ONU estivesse hoje no Brasil, como a OMS, eu não tenho dúvida de que os senhores todos estariam atrás, chafurdando e procurando problemas”, disse o presidente da Embratur, no Palácio do Planalto, ao reclamar do que considerou como falta de notícias da visita da Organização Mundial do Turismo ao País.

Aos jornalistas presentes à cerimônia, Machado disse que via ali uma “oportunidade boa de falar com a imprensa”. Após entregar a Bolsonaro e à primeira-dama Michelle Bolsonaro uma placa comemorativa aos 54 anos da Embratur, Machado também disse que a Amazônia é, sim, preservada e que o meio ambiente é a principal riqueza do Brasil.

Descumprindo os protocolos sanitários, o presidente da Embratur não usou máscara de proteção durante a cerimônia e ainda abraçou o presidente dos Correios, general Floriano Peixoto Vieira Neto.

Tudo o que sabemos sobre:
Gilson Machado NetoEmbraturjornalismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.