Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Presidente da CUT quer negociar Previdência com Lula

O presidente da CUT, Luiz Marinho, anunciou que vai pedir para amanhã uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para negociar diretamente mudanças na reforma da Previdência. Segundo Marinho, as negociações que estão sendo feitas entre os sindicalistas e o Legislativo não estão avançando "conforme as expectativas" e por isso a CUT resolveu procurar Lula, que deverá chegar ao Brasil ainda hoje à noite. Na conversa com o presidente, que deverá ocorrer amanhã, Marinho disse que fará três reivindicações: o aumento do limite da isenção da taxação dos inativos do serviço público, de R$ 1,058 mil para R$ 1,3 mil; a elevação do teto de aposentadoria de R$ 2,4 mil para R$ 2,7 mil; e a eliminação do redutor que vai recair sobre o valor das aposentadorias dos servidores que resolverem se aposentar antes de atingir a idade mínima (60 anos para homens, 55 para mulheres). "Foram bons os avanços na reforma com a manutenção da integralidade e da paridade para os atuais servidores, além da proteção das pensões para quem recebe até o teto. Mas isso ainda é insuficiente para apoiarmos a reforma", disse Marinho, que retorna agora para São Paulo, com a promessa de voltar amanhã para Brasília.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 14h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.