Presidente da CPI desconhece denúncia contra Meirelles

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Banestado, Antero Paes de Barros (PSDB-MT), leu na tribuna do Senado a reportagem da Veja On-Line e disse que é importante ter calma e precaução por se tratar de denúncia contra a principal autoridade monetária do País. Ele informou que já pediu a imediata checagem dos documentos da CPI para saber se correspondem com o que foi noticiado hoje, porque até ontem, de acordo com as informações que a CPI dispunha, "não havia nem meio documento envolvendo o presidente do Banco Central". "A Veja On-Line traz riqueza de detalhes e é importante ter calma e precaução por se tratar da principal autoridade monetária", disse Paes de Barros. Ele negou que a CPI tenha revelado informações sobre o sigilo bancário de Meirelles. "A CPI não requisitou declaração de Imposto de Renda de Meirelles. Quero dizer com calma ao Brasil que vamos checar as informações na base de dados da CPI e esperar as explicações do presidente do Banco Central." A CPI possui informações sobre movimentações financeiras no MTB Bank, mas, pelo menos até agora, não havia sido detectado nada contra Meirelles. "Para mim é até uma surpresa. Desconheço que exista um relatório sobre movimentações do MTB Bank em poder da CPI. É a primeira vez que ouço falar sobre isso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.