Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão

Presidente da CPI da Petrobrás viaja para Itália e não participa de sessão

Hugo Motta (PMDB-PB) deve retornar no dia 7; enquanto isso, comissão será conduzida pelo vice-presidente, deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA)

Daniel Carvalho e Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

31 de março de 2015 | 09h56

BRASÍLIA - O presidente da CPI da Petrobrás, Hugo Motta (PMDB-PB), não participará da sessão desta terça-feira, 31, por causa de uma viagem pessoal à Itália. Na audiência será ouvido Glauco Legatti, ex-gerente-geral de implementação de empreendimentos para a refinaria Abreu e Lima (PE). Legatti estava de férias, mas teve que atender à convocação da CPI. 

No gabinete do deputado, funcionários informaram que ele estava viajando, mas não souberam dizer para onde. A assessoria de Motta confirmou a viagem e informou que ela é de caráter pessoal e já havia sido marcada anteriormente. Motta retornará ao País na próxima terça-feira, 7.

A sessão dessa terça será presidida pelo primeiro-vice-presidente da CPI, Antônio Imbassahy (PSDB-BA). Parlamentares de oposição esperam uma audiência mais dura sob o comando do tucano.

Legatti já havia prestado depoimento à CPI da Petrobrás do Senado no ano passado. Convocado para a comissão mista, também em 2014, apresentou atestado médico e não compareceu. O ex-gerente é acusado de receber R$ 400 mil em propina entre 2013 e 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.