Presidente da CPI critica ausência de Protógenes

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Grampos, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), criticou hoje a decisão do delegado da Polícia Federal (PF), Protógenes Queiroz, que avisou que não irá amanhã depor na comissão. "Se ele estiver doente, o depoimento pode ser adiado. Mas quem está realmente doente não pode freqüentar a sala de aula da Academia de Polícia. A partir do momento que existe uma convocação, ele é obrigado a vir", disse Itagiba.O delegado foi responsável pela condução da operação Satiagraha quando ocorreram as prisões do sócio-fundador do Grupo Opportunity, Daniel Dantas, do investidor Naji Nahas e do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta. Protógenes ainda não apresentou justificativa formal para a ausência. Caso não apresente um atestado de incapacidade ou habeas-corpus justificando sua ausência, ele poderá responder por crime de desobediência, informou a assessoria da CPI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.