Presidente da Câmara em Campinas institui comissão para definir regras de eleição indireta

Eleições estão previstas na legislação eleitoral em caso de prefeito e vice-prefeito saírem de seus cargos até o 3º ano do mandato

Tatiana Fávaro, correspondente em Campinas

03 de janeiro de 2012 | 20h13

O presidente da Câmara de Campinas, Thiago Ferrari (PTB) instituiu nesta terça-feira, 3, uma comissão de vereadores para definir regras e calendário da eleição indireta para prefeito. Em dezembro, após impeachment de Demétrio Vilagra (PT), vice-prefeito que assumiu a administração no lugar do prefeito cassado em agosto Hélio de Oliveira Santos (PDT), o juiz da 33ª Zona Eleitoral, Nelson Bernardes, decidiu que a escolha do prefeito será indireta, feita pelos 33 vereadores.

 

As eleições estão previstas na legislação eleitoral em caso de prefeito e vice-prefeito saírem de seus cargos até o terceiro ano do mandato. A prefeitura está sob o comando do ex-presidente da Câmara, Pedro Serafim, do PDT de Hélio de Oliveira Santos.

 

De acordo com o procurador da Câmara, Manuel Carlos Cardoso, a comissão vai regulamentar as candidaturas, sistema de votação e diplomação de eleitos, obedecendo a legislação eleitoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.