Presidente chega a Tripoli para cúpula da União Africana

Acompanhado de Amorim e Franklin Martins, Lula participará de cúpula da União Africana nesta quarta-feira

Andrei Netto, enviado especial de O Estado de S.Paulo,

30 de junho de 2009 | 11h56

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou nesta terça-feira, 30, à Líbia, onde participará da reunião de cúpula da União Africana nesta quarta-feira. A delegação brasileira desembarcou em Trípoli, a capital do país, pouco depois das 15h - horário local, 10h de Brasília - e se dirigiu para o hotel Corinthia Bab Africa, no centro da cidade, onde ficará hospedada até amanhã.

 

 

Lula chegou acompanhado dos ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim, e da Comunicação Social, Franklin Martins. O presidente vestia trajes informais e aparentava descontração, apesar da longa viagem a partir de Brasília. Recebido por jornalistas brasileiros na porta do hotel, Lula não quis falar, afirmando que precisava descansar.

 

A agenda do presidente ainda não foi completamente definida. No início da noite, ele deve conceder entrevista coletiva a três agências de notícias internacionais, mas não deve receber a imprensa brasileira. Também hoje, deve ter encontro com o presidente da construtora Odebrecht, Marcelo Odebrecht, para falar sobre os investimentos maciços em infra-estrutura que vêm sendo realizados no país.

 

Resta em aberto a possibilidade de um encontro bilateral com o presidente da Líbia, Muammar Kadafi. O líder árabe, anfitrião da Cúpula da União Africana, tem compromissos oficiais em Sirte, o que em tese deve impedir a reunião.

 

A comitiva brasileira está na Líbia atendendo ao convite dos organizadores da cúpula. Lula é um dos destaques internacionais do evento, ao lado do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, e deve discursar na manhã de amanhã. De acordo com o porta-voz da presidência, Marcelo Baumbach, Lula ressaltará o "compromisso brasileiro de longo prazo com o desenvolvimento da África" e proporá à União Africana uma "aliança energética e agrícola".

 

No início da tarde, após o almoço oficial em Sirte, o presidente deve iniciar a viagem de retorno ao Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
cúpula da União AfricanaLulaviagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.