Presidência da CAE pode rachar PMDB

Para evitar uma rebelião na bancada do PMDB, o líder do partido no Senado, Renan Calheiros (AL), convocou para daqui a pouco uma reunião com todos os senadores a fim de decidir se o PMDB cederá ou não ao PSDB a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos(CAE) do Senado. O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), um dos avalistas do acordo, estará na reunião para tentar convencer seus colegas a cumprirem as regras estabelecidas com os tucanos, ou seja, o PSDB indicará o senador Lúcio Alcântara (PSDB-CE) para a presidência a CAE. O cargo, no entanto, está sendo reivindicado pelo senador Carlos Bezerra (PMDB-MT), que está comandando um movimento contra esse entendimento dentro da bancada. " Se o cargo ficar com o PSDB, o PMDB vai rachar", previu há pouco Carlos Bezerra. Segundo ele, tanto Jader quanto Calheiros já disseram à bancada que não houve acordo. Já os tucanos insistem que foi firmado com a cúpula do PMDB. O fato, segundo senadores dos dois partidos, é que o acerto envolveu apenas a cúpula do PSDB e PMDB sem qualquer consulta à bancada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.