Presença do governo é a grande novidade no Fórum Social

Pela primeira vez desde que foi criado, em 2001, o Fórum Social Mundial de Porto Alegre, cuja edição 2003 começa amanhã, terá uma presença forte do governo federal entre os participantes. Estão confirmadas as participações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, da ministra do Meio-Ambiente, Marina Lima, e do presidente do Partido dos Trabalhadores, José Genoino. O PT é o principal organizador do Fórum Social Mundial de Porto Alegre, criado durante o governo petista de Olívio Dutra (1999-2002). No entanto, os coordenadores do evento evitam assumir que o governo só participará porque agora é PT que está no poder. Neste ano, o Fórum terá, pela primeira vez, a presença de um presidente da República. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso nunca foi convidado porque diversas vezes se manifestara publicamente contra o que considerava a ?a representação do atraso?, referindo-se ao Fórum, segundo o presidente da Associação Brasileira das Organizações Não-governamentais (Abong), Sérgio Haddad. Lula, ao contrário, foi convidado para ser anfitrião, junto com o governador do Estado, Germano Rigotto (PMDB), e o prefeito de Porto Alegre, João Verle (PT). A presença de Rigotto garante a vertente não-petista do Fórum, segundo Haddad. E o convite a Lula foi feito porque o presidente, que participou de edições anteriores, tem grandes afinidades com os temas em discussão. Já as presenças de José Dirceu e José Genoino são justificadas pela própria Carta de Princípios do FSM. O documento prevê a possibilidade de membros do governo participarem do evento. Para isso, foi criada a modalidade Mesas de Diálogos e Controvérsias, novidade neste ano. ?A programação vai discutir a relação entre governo e sociedade. Por isso, está incluída a presença de Mário Soares, ex-primeiro ministro de Portugal e deputado do Parlamento Europeu, da Ministra das Relações Exteriores do Canadá, Louise Beaudoin, e dos brasileiros, entre outros convidados?, afirmou Haddas. Marina Silva foi convidada para falar na modalidade Testemunho no FSM 2003 antes de ser chamada para assumir o Ministério do Meio Ambiente. De qualquer forma, segundo Haddad, continua vetada a participação de membros do governo nas conferências e nos painéis do Fórum. Veja o especial sobre os Fóruns de Davos e Porto Alegre

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.