Preparativos para eleição em SP estão dentro da normalidade

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) não detectou até o momento nenhum problema no andamento dos preparativos para as eleições municipais do estado. "Tudo está dentro dos conformes; as urnas já chegaram aos locais de votação e desde às 15h de ontem (sexta-feira) todo o efetivo da polícia militar e civil está preparada para o combate à boca de urna, sem prejuízo das funções normais de policiamento", afirmou o presidente do TRE-SP, Alvaro Lazzarini.Aproximadamente 90 mil policiais estão trabalhando em todo o estado, onde 11 cidades estarão realizando o segundo turno amanhã. Mauá, que também teria o segundo turno, é o único município pendente. Ontem, o TSE cassou o registro do candidato petista à reeleição, Márcio Chaves, por uso da máquina pública. A juíza eleitoral da região cancelou o pleito e declarou a vitória do adversário Leonel Damo (PV). "Mas cabe recurso e a decisão final será do TSE em Brasília. Por isso, Mauá continua preparada para eleições amanhã", disse Lazzarini.Na manhã deste sábado, o TRE-SP realizou a "votação paralela" - três urnas eletrônicas do interior (Santo André, Ribeirão Preto e Osasco) e uma de São Paulo (Butantã) foram sorteadas para serem levadas amanhã para a Câmara Municipal de São Paulo. Durante o horário da votação, as 600 cédulas de papel emitidas pelo TRE-SP para a simulação serão digitalizadas e, às 17h, o número de votos dessas urnas eletrônicas deverá coincidir com o das cédulas, para a comprovação da credibilidade do sistema.Ainda neste sábado, o TRE-SP realiza a Zeréssima, operação em que um documento impresso sairá do computador central para mostrar que não existe nenhum voto computado nesta máquina que totaliza a votação da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.