Prêmio que reconhece práticas inovadoras na Justiça divulga vencedores

Innovare anunciou premiados em sua 9ª edição por iniciativas relacionadas a 'Desenvolvimento e cidadania' e 'Justiça e sustentabilidade'; confira a lista

Fausto Macedo, de O Estado de S. Paulo,

07 de novembro de 2012 | 16h07

O Prêmio Innovare, que revela práticas inovadoras utilizadas pela Justiça em todo o País, anunciou nesta quarta feira, 7, os vencedores de sua nona edição.

A premiação, que ocorreu no Supremo Tribunal Federal (STF), mostra iniciativas relacionadas a "Desenvolvimento e cidadania" e "Justiça e sustentabilidade".

O Innovare recebe inscrições de todos os Estados, de todas as instâncias e esferas da Justiça brasileira. As inscrições são avaliadas pela Comissão Julgadora,formada por 27 personalidades do ramo jurídico, entre ministros, desembargadores, juízes, advogados e juristas.

Foram mais de 400 práticas inscritas em seis categorias. Este ano, todas as regiões do Brasil inscreveram iniciativas que têm o objetivo de aprimorar a qualidade e modernizar a Justiça, com destaque para São Paulo que inscreveu 64 trabalhos, seguido pelo Rio de Janeiro e Minas Gerais. Nesta edição, a categoria advocacia foi a mais participativa, com 136 práticas inscritas.

Criado em 2004, o Prêmio Innovare (www.premioinnovare.com.br) tornou-se uma das premiações mais respeitadas da Justiça brasileira. A meta principal é incentivar e reconhecer boas iniciativas de magistrados, advogados, defensores públicos e membros do Ministério Público.

Ao longo do ano, todas as práticas inscritas foram visitadas por mais de 40 consultores do Instituto Innovare, que avaliaram pessoalmente se todas as iniciativas já estavam sendo aplicadas, o seu poder de replicabilidade para outras regiões e se estavam de acordo com os temas deste ano. Foram mais de cinco meses de análise formal das práticas.

"Nosso objetivo principal é fazer com que essas práticas possam se tornar modelo e sejam difundidas para outras regiões e adaptadas a diversas realidades", destaca Sergio Renault, diretor vice-presidente do Instituto/ Prêmio Innovare. Renault já exerceu o cargo de secretário nacional da Reforma do Judiciário.

Veja a lista de vencedores do Prêmio Innovare, separados por categoria e nome da prática, neste link: http://www.estadao.com.br/especiais/2012/11/premioinnovare.pdf                                 

                                                              

Tudo o que sabemos sobre:
Prêmio InnovarePoder Judiciário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.