Prêmio Nobel de Química faz palestra no Rio

O pesquisador Peter Agre, ganhador do Prêmio Nobel de Química de 2003, participou, hoje, do V Congresso Ibero-Americano de Biofísica, que reúne cerca de 500 cientistas. Ele falou sobre o trabalho que o levou a ganhar o prêmio deste ano. O cientista descobriu com sua pesquisa, na década de 80, que existem canais por onde a água é transportada na membrana das células, também conhecidos pelo nome de aquaporinas. Segundo o professor do Instituto de Biofísica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Marcelo Morales, um dos organizadores do evento, os debates contribuirão para a ciência básica, que ajuda no entendimento de doenças. "A biofísica contribui para a ciência básica que um dia vai ser aplicada na medicina", disse. O professor Morales acrescentou que é importante para o Brasil participar de discussões como estas, porque "a nova colonização vai ser tecnológica e se não nos desenvolvermos tecnologicamente, nós seremos colonizados". Em sua avaliação, nos últimos anos a ciência, em geral, foi pouco contemplada com recursos. "Agora temos a promessa do presidente Lula de que o orçamento para a ciência será dobrado até o final do seu mandato". Para ele, o investimento em ciência é funda mental para colocar o Brasil, no futuro, em condições de competir igualmente com outros países. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.