Prêmio Esso lança nota de repúdio à censura ao 'Estado'

Matéria que revelou os atos secretos no Senado está entre as finalistas da categoria de Reportagem

estadao.com.br,

23 Outubro 2009 | 13h14

A comissão do Prêmio Esso de Jornalismo 2009 selecionou a série de reportagens "Dos atos secretos aos secretos atos de José Sarney" dos repórteres Rosa Costa e Leandro Cólon e Rodrigo Rangel, publicadas pelo jornal O Estado de S.Paulo em junho deste ano entre os três finalistas para a categoria. Ao fim dos trabalhos de julgamento, os jornalistas que compuseram o comitê discutiram e aprovaram a seguinte declaração de repúdio à censura imposta pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF), que há 84 dias impede a publicação de reportagens sobre a Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que investigou o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP):

 

"A Comissão de Seleção dos trabalhos concorrentes ao Prêmio Esso de Jornalismo de 2009, vem manifestar o seu repúdio, protesto e preocupação com a censura judicial imposta ao jornal O Estado de S. Paulo, por ter este noticiado a trajetória e os negócios do filho do ex-presidente da República e presidente do Senado, José Sarney. Não se trata de reivindicar imunidade nem de considerar a imprensa acima de lei, mas de apontar uma aplicação distorcida dos princípios legais para evitar que a divulgação de fatos em apuração pela Polícia Federal sejam tornados públicos.

 

Sob os mais diversos argumentos tal prática têm sido usada com frequência para manter privilégios e ocultar métodos pouco claros de gestão do bem público, muitas vezes confundido e tratado como se privado fosse. Tal pressão é ainda muito forte, principalmente, em pequenos jornais, muitas vezes submetidos a processos e sentenças indenizatórias que chegam a inviabilizar a sua existência."

 

Concorrem com a matéria as reportagens "Voo Air France 447", da revista Época, e "Cura falsificada", do jornal O Estado de Minas. O repórter da sucursal de Brasília do Estado Leonêncio Nossa concorre à premiação Regional com o trabalho "Araguaia".

 

O Prêmio Esso de Jornalismo, em sua 54ª edição, examinou 520 reportagens, séries de reportagens ou artigos; 164 trabalhos fotográficos; 209 trabalhos de criação gráfica em jornal, 69 trabalhos de criação gráfica em revista e 125 primeiras páginas de jornal, além de 121 trabalhos de telejornalismo e 4 inscrições ao Prêmio de Melhor Contribuição à Imprensa, totalizando 1.212 inscrições. Leia aqui a lista completa dos indicados. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.