Prefeitura de SP diz que tomará medidas oportunas

Em nota enviada na noite de ontem à imprensa, a Prefeitura de São Paulo diz que tomará as medidas judiciais que julgar oportunas e reafirma que a contratação do Consórcio Controlar, responsável pelo Programa de Inspeção Veicular na capital paulista, "seguiu rigorosamente a legislação em vigor". "A implantação do programa foi feita de forma totalmente transparente e a Prefeitura forneceu as informações necessárias sempre que foi solicitada, inclusive pelo Ministério Público", sustenta a nota.

AE, Agência Estado

26 de novembro de 2011 | 08h40

Segundo a Prefeitura, o Programa de Inspeção Veicular obrigatória, iniciado em 2008, é um dos principais avanços obtidos pela cidade para a melhoria da qualidade de vida e de saúde da população. O órgão administrativo destaca ainda que a cidade de São Paulo foi pioneira nessa iniciativa, que ensejou, em novembro de 2009, a determinação pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) das regras para a adoção da inspeção em todo o território brasileiro.

A Prefeitura de São Paulo diz ainda que não foi comunicada pelo Poder Judiciário sobre a ação proposta pelo Ministério Público.

Tudo o que sabemos sobre:
KassabControlarinspeção veicular

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.