Prefeitura de SP discutirá investimento em educação

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), vai formar uma comissão técnica, jurídica e econômica para discutir como devem ser aplicados os recursos na área da educação. A decisão foi tomada hoje após reunião da prefeita com a bancada petista na Câmara Municipal. A criação da comissão, que será formada por especialistas em educação, vereadores do PT e representantes da prefeitura, foi a maneira encontrada por Marta para acalmar os ânimos da bancada de seu partido na Câmara.Parte dos vereadores petistas é contra a decisão de Marta de incluir os gastos com inativos na prestação de contas da educação. Por lei, São Paulo deve aplicar 30% de seus recursos no setor. A inclusão dos inativos na conta dos 30% da educação também foi feita pelo ex-prefeito Celso Pitta (PTN). Na época, o modelo contábil do antecessor de Marta motivou críticas dos parlamentares petistas.Entre os vereadores do PT, há ainda os que consideram que a inclusão de inativos nos 30% da educação é legal. O líder do governo, José Mentor, disse que há verbas que o governo municipal destina para a educação e que elas não entram dentro dos 30% da educação. "Até entendo que o espírito da lei é de não incluir os gastos com inativos dentro dos 30%. Mas não há proibição e sim fundamentação legal para agir desta maneira", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.