Prefeitura de Santos promove pesquisa sobre obesidade infantil

A prefeitura de Santos está promovendo um estudo sobre obesidade infantil, considerado o mais amplo levantamento já realizado no País, que abrangerá 33 mil estudantes na faixa etária de 7 a 10 anos. O trabalho está sendo coordenado pela nutricionista Valdete Lemos Stivamin. Segundo ela, numa das escolas particulares já pesquisadas, praticamente todos os alunos de uma classe estavam com o peso acima do ideal.Nesta primeira etapa do estudo, será analisado o índice de massa corpórea das crianças nas escolas, com a medição da estatura, da pressão arterial, perímetro corporal e dobras cutâneas para determinar se existe a necessidade de adotar medidas preventivas, como reeducação alimentar e prática de atividades físicas. A Secretaria Municipal de Saúde pretende instalar um ambulatório para cuidar de crianças obesas e elaborar programas de prevenção.Para o médico endocrinologista Jorge Maxta, outro coordenador do estudo, "a obesidade é um problema mundial, com proporções maiores até mesmo do que a fome". Segundo ele, é importante dimensionar bem esse problema para que possam ser adotadas medidas de saúde pública que evitem conseqüências futuras. "A obesidade na infância pode provocar o surgimento do diabetes, pressão alta, transtornos emocionais, doenças cardíacas e outros problemas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.