Prefeitos petistas lançam moção de apoio à unidade de voto

Prefeitos e vice-prefeitos do PT no Estado de São Paulo lançaram moção de apoio à decisão da direção nacional do partido de exigir unidade na votação das matérias de interesse do governo federal. O manifesto, elaborado na sexta-feira da semana passada, em Catanduva, por 26 autoridades municipais, e publicado hoje na página oficial do partido na Internet (www.pt.org.br), destaca que a divergência interna partidária é salutar e está incorporada à tradição democrática petista, porém, é necessário a unidade de voto.Os prefeitos e vice-prefeitos petistas no Estado de São Paulo afirmam que não é possível aceitar, em nome dessa "tradição democrática petista", a dissidência aberta que solapa e inviabiliza a construção partidária. Além disso, acreditam que a unidade na votação das matéria de interesse do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é fundamental para o sucesso dessa administração que ajudaram a eleger e da qual fazem parte.O manifesto dos prefeitos petistas é uma demonstração de apoio à cúpula do partido que decidiu encaminhar à Comissão de Ética do partido a senadora Heloísa Helena (AL) e os deputados federais João Batista Babá (PA) e Luciana Genro (RS), por se recusarem a votar as reformas tributária e previdenciária propostas pelo governo Lula ao Congresso. A seguir, leia a íntegra do documento:MOÇÃO DE UNIDADEAs prefeitas e os prefeitos do PT no Estado de São Paulo, abaixo citados, reunidos em Catanduva (SP), em 16 de maio de 2003, decidem por unanimidade manifestar:1. Apoio incondicional à Direção Nacional do PT, pela decisão de exigir da bancada federal, tanto no Senado como na Câmara, a unidade necessária para a votação das matérias de interesse do governo federal.2. As prefeitas e os prefeitos entendem que a divergência interna partidária é salutar e está incorporada à tradição democrática petista. O que não se aceita, em função da mesma tradição, é a dissidência aberta que solapa e inviabiliza a construção partidária e o sucesso do governo que ajudamos a eleger e do qual fazemos parte.· Davi Peres Aguiar (Bebedouro) · Antonio Mário de Paula Ferreira Ielo (Botucatu) · Izalene Tiene (Campinas) · Félix Sahão Júnior (Catanduva) · José Pivatto (Cosmópolis) · Geraldo Cruz (Embu) · Gilmar Dominicci (Franca) · Adilson Luiz Campos (Fernandópolis) · Eneide Maria Moreira de Lima (Guarulhos, vice) · Maria Carlota Niero Rocha (Jaboticabal) · Marco Aurélio de Souza (Jacareí) · Paulo Henrique Barjud (Jandira) · Valderez Vegiato Moya (Lins) · Oswaldo Dias (Mauá) · Gilmar Guilhon (Mirassol, vice) · José Machado (Piracicaba) · Waldir de Felicio (Pitangueiras) · Osvaldo Ferreira Mello (Presidente Venceslau) · Amarildo Dudu Bolito (Rincão) · Ramon Álvaro Velasquez (Rio Grande da Serra) · José Daniel Graton (Sales Oliveira) · João Avamileno (Santo André) · Geraldo de Souza Dias (São Bento do Sapucaí) · Newton Lima Neto (São Carlos) · Maureen Leão Cury (São José do Rio Preto, vice) · Hildo Benedito Machado Filho (São Simão)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.