Prefeitos obtêm apoio na cúpula do PFL

Depois de dois dias mobilizando deputados e senadores em torno de uma extensa pauta de reivindicações, principalmente no tocante à flexibilização da Lei de Responsabilidade Fiscal, os prefeitos que foram a Brasília conseguiram abrir diálogo com o governo e obter apoio do PFL para uma de suas principais demandas. No último dia da marcha da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) a Brasília, o vice-presidente do PFL, senador José Agripino (RN), disse que vai apresentar um projeto de resolução fixando teto para o pagamento dos precatórios trabalhistas - dívidas decorrentes de decisões judiciais - devidos pelas prefeituras.As reivindicações dos prefeitos ligados à CNM foram defendidas pelo presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), que acompanhou os líderes da entidade a uma audiência com o ministro da Previdência e Assistência Social, Roberto Brant, pertencente ao mesmo partido. Brant anunciou que no próximo dia 23 o governo editará Medida Provisória reabrindo o prazo para adesão das prefeituras ao programa de refinanciamento das dívidas junto ao INSS, outro pleito dos prefeitos. No último dia da mobilização, os prefeitos também foram recebidos pelo ministro do Planejamento e Orçamento, Martus Tavares. Ele aceitou o convite para participar de um debate com a CNM na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, no próximo dia 18.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.