Divulgadação/Assessoria PSDB
Divulgadação/Assessoria PSDB

Prefeitos do PSDB vão a Brasília dar apoio a Tasso Jereissati

Gesto acontece no momento que tucanos aliados ao senador Aécio Neves (MG) e afinados com o presidente Michel Temer pressionam o senador Tasso a deixar o comando interino do partido

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2017 | 18h33

O senador Tasso Jereissati (CE), presidente interino do PSDB, recebeu nessa quarta-feira, 23, o apoio de prefeitos do partido para permanecer no cargo pelo menos até dezembro, quando será realizada a convenção nacional da legenda.

O gesto acontece no momento que tucanos aliados ao senador Aécio Neves (MG) e afinados com o presidente Michel Temer pressionam o senador Tasso a deixar o comando interino do partido.

A crise se transformou em racho aberta após o senador cearense colocar na TV um programa partidário com críticas ao Governo Federal e uma ‘autocrítica’ pelo fato do partido de feito parte do “presidencialismo de cooptação” praticado na administração Temer.

“Todo mundo deu apoio ao Tasso para que ele fique na presidência do PSDB até o final do mandato, em dezembro, e, se pleitear, também depois disso”, disse ao Estado o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando.

O prefeito de São Paulo, João Doria, não foi ao encontro.

Entre outros prefeitos tucanos, estavam presentes Nelson Marchesan (Porto Alegre) e Duarte Nogueira (Ribeirão Preto). O líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP) também esteve na reunião, que aconteceu no gabinete de Tasos no Senado.   

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.