Prefeitos do interior de SP pedem mais impostos a Dilma

Os prefeitos das 19 cidades que compõem a Região Metropolitana de Campinas (RMC), mais os de Piracicaba, Limeira e Amparo, aprovaram na manhã desta terça-feira, 25, uma moção conjunta pedindo o fortalecimento dos municípios na discussão do pacto federativo. O documento será encaminhado para a presidente Dilma Rousseff e pega carona nas manifestações que tomaram o País.

RICARDO BRANDT, Agência Estado

25 Junho 2013 | 14h29

"Queremos que a União olhe mais para os municípios e faça melhor distribuição de verbas recolhidas por impostos", afirmou o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), que encabeçou o pedido. "A RMC representa uma parcela importante da população brasileira e precisamos, de forma equilibrada, nos posicionar nesse sentido", completou Jonas.

A moção conjunta foi definida em um evento que reuniu prefeitos de toda região na manhã desta terça-feira, em Campinas. O documento pega carona nos protestos que se espalharam pelo país nos últimos dias.

"Quando o povo sente suas necessidades, a primeira reação é cobrar a autoridade regional, representada pelos prefeitos. Por isso, é necessário que os municípios criem, de maneira constante, mais instrumentos que atenda; mom às demandas da sociedade, visto que a tendência é que cresçam todos os dias", explicou o prefeito de Campinas.

Em Campinas, houve depredações, saques e confrontos com a Guarda Municipal e a Polícia Militar em dois dos três dias de manifestações.

A tarifa na cidade foi reduzida de R$ 3,30 para R$ 3,00. Para compensar a perda, a prefeitura deve aumentar os subsídios pagos para as empresas de ônibus, que já recebem R$ 36 milhões por ano.

Mais conteúdo sobre:
prefeitos moção Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.