Prefeitos candidatos a governador têm boa avaliação

Uma pesquisa desenvolvida pela Unidade de Pesquisa (UP), ouvindo mais de 3.100 pessoas em cinco capitais brasileiras mostrou que o prefeito de Manaus Alfredo Nascimento (PL), virtual candidato ao governo do Estado, teve avaliação expressiva com nota média de 7,4%. Outros prefeitos, como Roberto França, de Cuiabá, que poderá ingressar no PPS, obteve nota 7,3. A pesquisa, segundo Sidnei Kuntz Júnior serve para mostrar que capitais brasileiras, fora dos grandes centros, também têm boas administrações e que os eleitores estão acompanhando de perto seus trabalhos. O prefeito de Campo Grande, André Puttinelli (PMDB), também esteve na avaliação e empatou técnicamente com os outros dois, sendo também candidato ao governo do Mato Grosso do Sul, devendo concorrer com o atual governador, Zéca do PT.A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 7 de agosto, dentro de um universo de eleitores maiores de 16 anos, com domícilio eleitoral nas respectivas capitais. A margem de erro é de 4% para mais ou menos, com um intervalo de confiança em 95,5%. Em Campo Grande foram consultados 625 eleitores; em Cuiabá, 603; em Manaus, 630; em Belém, 625; e em Goiânia, 632 pessoas.CAPITALPREFEITOPARTIDO POLÍTICOAVALIAÇÃO POSITIVANOTA MÉDIACOLOCAÇÃOManausAlfredo NascimentoPL72,8%7,41ºCuiabáRoberto FrançaSem partido65,3%7,32ºCampo GrandeAndré PuccinelliPMDB72,2%7,23ºGoiâniaPedro WilsonPT33,1%6,04ºBelémEdmilson RodriguesPT44,3%5,85ºFonte: UP- Unidade de PesquisaCRITÉRIOS- O primeiro critério é o de nota média maior, havendo empate o segundo critério passa a ser o de avaliação positiva, se persistir o empate o terceiro critério será o de menor avaliação negativa.Informações adicionais:Os prefeitos Roberto França e André Puccinelli foram reeleitos no primeiro turno.Os prefeitos Alfredo Nascimento e Edmilson Rodrigues foram reeleitos no segundo turno.O prefeito Pedro Wilson foi eleito no segundo turno.Os prefeitos Alfredo Nascimento, Roberto França e André Puccinelli devem concorrer ao governo em seus estados em 2.002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.