Prefeito, esposa e guardas-costas são assassinados

Um desfecho anunciado. Aguinaldo Pereira (PPB), prefeito de Caraúbas, no Rio Grande do Norte, a esposa dele, Antônia Gurgel Pereira, dois policiais do pelotão de choque da PM e o caseiro do casal foram fuzilados durante uma emboscada numa rodovia na madrugada de hoje, a 15 quilômetros de Mossoró, no oeste do Estado. Os assassinos utilizaram armas de grosso calibre e os corpos ficaram irreconhecíveis.Jurado de morte pela família Carneiro, comandada por Waldetário Carneiro, pistoleiro foragido da Justiça, Pereira vivia sob ameaça de morte há cerca de dois anos. De lá para cá, dois irmãos dele foram vítimas de atentado. Um deles, José Maria Pereira, médico, foi assassinado com tiros de fuzil AR-15, há dois anos. O prefeito de Caraúbas, uma das cidades mais violentas do Estado, conhecida por abrigar pistoleiros, estava a bordo de um veículo Santana e não residia mais em sua cidade, passando a viver a maior parte do tempo em Mossoró.Os criminosos fizeram um piquete na estrada, utilizando obstáculos. Quem dirigia o carro do prefeito tentou desviar e o Santana capotou. Os executores promoveram o tiroteio, disse o subsecretário de Segurança Pública, delegado Iolando Farias. Os policiais, guardas-costas cedidos pelo governo estadual, do qual Pereira era correligionário, foram identificados : 3º sargento Ronaldo Rafael da Silva e o soldado Claúdio Pereira do Nascimento.Os bandidos, pelas primeiras observações dos peritos, devem ter atirado de um veículo alto, pois o teto do carro das vítimas foi bastante perfurado, acrescentou Farias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.