Prefeito eleito de Unaí é solto novamente

O fazendeiro e prefeito eleito de Unaí (MG) pelo PSDB, Antério Mânica, foi libertado no início da noite desta quinta-feira com base em um habeas corpus expedido pela 4ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, em Brasília. Acusado de ser um dos mandantes do assassinato de quatro funcionários do Ministério do Trabalho, em janeiro deste ano, Antério havia sido preso, pela segunda vez, na última sexta-feira, após determinação do juiz Francisco de Assis Betti, da 9ª Vara de Justiça Federal.Ele estava detido, junto com o irmão, Norberto - também apontado como mandante da chacina - na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo seu advogado, Marcelo Leonardo, o prefeito eleito deixou o presídio por volta das 18 horas e poderá ser diplomado nesta sexta-feira, em Unaí. Outras seis pessoas denunciadas por participação nos assassinatos permanecem presas. Na noite de quarta-feira, os empresários José Alberto de Castro e Hugo Alves Pimenta foram soltos, também beneficiados por habeas corpus concedidos pelo TRF em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.