Prefeito é cassado por suspeita de fraude

A Câmara de Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba (PR), cassou o prefeito Amauri Johnson (PSC), sob acusação de fraude em licitação para serviços de limpeza pública. O vice, Emerson Santos Stresser (DEM), assumiu o cargo. A acusação é que foram forjados documentos para simular uma licitação, quando apenas a empresa vencedora estaria na disputa. O Ministério Público do Paraná também apresentou denúncia no Tribunal de Justiça, mas ainda não foi analisada. Johnson nega as acusações e diz que o julgamento foi político. Ele deve recorrer da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.