Prefeito é barrado ao tentar receber seleção do Chile

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), divulgou nota nesta sexta-feira lamentando "profundamente" e repudiando o fato de ter sido barrado ao tentar receber a seleção do Chile no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. A seleção desembarcou na noite de ontem no terminal, onde o prefeito esteve acompanhado do filho, o secretário de Estado de Esporte e Turismo, Tiago Lacerda, que representava o governador Alberto Pinto Coelho (PP).

MARCELO PORTELA, Agência Estado

06 Junho 2014 | 20h33

Por meio de nota, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que Lacerda pretendia dar uma bandeira de Belo Horizonte e um livro sobre futebol na capital para a delegação, enquanto Tiago presentearia o grupo com a bandeira de Minas simbolizando a "hospitalidade do povo mineiro". "Tanto o prefeito quanto o secretário contavam com a autorização da Polícia Federal (PF), instituição responsável pela segurança e controles de acesso no terminal aeroviário", diz a nota.

De acordo com a prefeitura, oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB) impediram que Lacerda e o filho recepcionassem a seleção chilena ao pé da escada da aeronave com a justificativa de que isso "atrasaria o desembarque". "Atitudes como as protagonizadas pelos militares da Aeronáutica, instituição esta que merece todo o nosso respeito e admiração, transitam na contramão de nossas tradições e do espírito de cordialidade, gentileza e hospitalidade com as quais recebemos nossos visitantes", afirma a nota da prefeitura.

Também por meio de nota, a FAB informou que Lacerda "já estava informado de que receberia a delegação chilena com as demais autoridades brasileiras na sala vip do aeroporto". "O protocolo seguiu estritamente as normas do cerimonial da Fifa, que reserva o acesso à aeronave apenas à equipe de segurança, composta por policiais federais e militares da Aeronáutica", informou o documento, ressaltando ainda que, "por não ter acesso à pista, o prefeito retirou-se do local reservado a convidados no momento do anúncio do pouso da aeronave".

Mais conteúdo sobre:
Copa prefeito Belo Horizonte Chile

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.