Prefeito de Vitória defende guinada no PSDB do ES

O prefeito tucano de Vitória (ES), Luiz Paulo Velloso Lucas, chegou à sede do PSDB no Congresso hoje à tarde defendendo "uma guinada de 180 graus" para o seu partido no Estado e justificou dessa forma o pedido de intervenção da Executiva Nacional no Diretório Estadual do PSDB apresentado pelo Diretório Municipal e por ele. "Não há independência suficiente do partido em relação ao governo estadual", disse o prefeito, que, no entanto, não chegou a defender nem a expulsão nem o impeachment do governador José Ignácio Ferreira (PSDB), acusado de corrupção. Velloso Lucas chegou para uma reunião para a qual estão sendo esperados os governadores tucanos Dante de Oliveira (MT), Marconi Perillo (GO), Albano Franco (SE), Geraldo Alckmin (SP) e Almir Gabriel (PA). O governador do Espírito Santo continuava sendo aguardado pelos tucanos, mas as informações do Palácio do Governo, em Vitória, são de que ele não pôde vir em função de más condições de tempo para o vôo. O governador Dante de Oliveira disse que José Ignácio Ferreira deve ser ouvido antes de ser tomada qualquer decisão sobre a intervenção da Executiva Nacional no diretório estadual do partido ou a discussão sobre a expulsão do governador. Ele fez tal declaração ao ser indagado sobre a ausência do governador José Ignácio na reunião da Executiva que começaria em seguida. "Eu não vou ser conivente com nenhum julgamento que não dê a ele o direito de defesa", afirmou. José Ignácio é acusado de desvio de recursos públicos e o diretório estadual do partido é acusado pelo diretório municipal de Vitória de se aliar incondicionalmente ao governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.