Prefeito de Uberaba-MG dará nome de Alencar a hospital

Poucas horas após a morte de José Alencar, o prefeito de Uberaba (MG) e ex-ministro dos Transportes, Anderson Adauto, informou que dará o nome do ex-vice-presidente da República ao Hospital Regional da cidade, cuja ordem de serviço para o início das obras será emitida na próxima semana. Adauto informou que editará e publicará um decreto com a escolha do nome para o hospital e ainda outro determinando luto de três dias no município.

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

29 de março de 2011 | 18h44

"Apesar da tristeza que sinto, eu vou procurar ser sempre grato a tudo que ele fez por Uberaba, por Minas, pelo país e por minha vida pessoal", informou Adauto. "Ele foi um lutador, um guerreiro, que brigou contra a doença e mostrou que quando a pessoa quer viver ela consegue prorrogar um pouco mais a sua vida", completou.

Segundo o prefeito, Uberaba foi a cidade onde Alencar recebeu o seu primeiro título de cidadão e onde obteve uma de suas últimas homenagens. No último dia 17, durante cerimônia de assinatura de protocolo para obras na unidade de amônia da Petrobras na cidade mineira, a presidente Dilma Rousseff e o governador Antonio Anastasia citaram o empenho do ex-vice-presidente da República para que a obra fosse para Uberaba.

"José Alencar teve um empenho tão grande no projeto que, de certa forma, cada molécula de gás deveria ter o nome dele", disse a presidente Dilma, na ocasião. Alencar chegou a ser convidado para o evento, mas enviou uma carta ao prefeito de Uberaba justificando a ausência por motivos de saúde. No texto, considerou a data como representação de "um novo ciclo de progresso e desenvolvimento econômico e social".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.