Prefeito de Porto Alegre lamenta morte de secretário

O prefeito de Porto Alegre, José Fogaça (PMDB) manifestou, em nota oficial, seu profundo pesar e consternação pela morte do secretário municipal de Saúde, Eliseu Santos, ocorrido na noite desta sexta-feira.

AE, Agencia Estado

27 Fevereiro 2010 | 10h17

Santos, que foi vice-prefeito na primeira gestão do prefeito José Fogaça, entre 2005 e 2008, e assumiu a pasta da Saúde em 2007, foi assassinado ontem, na zona norte de Porte Alegre, minutos após deixar um culto evangélico ao lado da filha e da esposa. O secretário estava armado com uma pistola calibre 380 e reagiu à abordagem de dois homens, que dispararam três vezes contra Eliseu.

Segundo o site da Prefeitura de Porto Alegre, o corpo de Eliseu Santos será velado neste sábado, às 14 horas, na Assembleia Legislativa do Estado. O sepultamento acontecerá amanhã, domingo, às 16 horas, no Cemitério Ecumênico João 23.

Ainda segundo a Prefeitura, a decisão sobre os atos fúnebres foi adotada ainda na madrugada de hoje por seus familiares, tendo em vista que uma das filhas de Eliseu, que reside na Alemanha, possa regressar à capital gaúcha para assistir ao sepultamento do pai.

Por decisão do prefeito José Fogaça, a Prefeitura decretou luto oficial de três dias a partir deste sábado pelo falecimento de Eliseu Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.