Prefeito de Osasco diz apoiar Palocci para governador

"Não tenho disposição de disputar com ele a indicação do partido. Palocci vai ser inocentado", disse Emídio

AE, da Agência Estado

26 de agosto de 2009 | 09h31

Pré-candidato ao governo do Estado pelo PT, o prefeito de Osasco, Emídio Souza, vinculou sua decisão de continuar na disputa ao futuro político do deputado Antonio Palocci (PT-SP). O ex-ministro da Fazenda deve ser julgado amanhã no Supremo Tribunal Federal (STF) no caso da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa. Se inocentado, Palocci deve assumir um ministério ou disputar o governo paulista, a depender da vontade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Não tenho disposição de disputar com ele a indicação do partido. Palocci vai ser inocentado, torço para isso", disse Emídio.  Se esse cenário se confirmar, Palocci contará com o apoio quase unânime do PT em São Paulo para disputar o Palácio dos Bandeirantes. Se Palocci for para um ministério, haverá disputa interna, para a qual já são citados nomes como o da ex-prefeita Marta Suplicy e do senador Aloizio Mercadante. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.