Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Prefeito de Jundiaí avisa ao MST: Serra do Japi é intocável

O prefeito de Jundiaí, interior de São Paulo, Miguel Haddad (PSDB), mandou carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que resolva a situação dos Trabalhadores Sem Terras que invadiram a Fazenda Mian, pertencente ao Grupo Matarazzo, na divisa da cidade com Pirapora e Cajamar, na Serra do Japi. Haddad disse que o problema é do governo federal e ele deve resolver. Além disso, deu um recado aos sem-terra: "a Serra do Japi é intocável", por ser região de preservação ambiental.Haddad está preocupado com a ocupação das terras, porque a cada dia cresce o número de pessoas que se deslocam para a região. Já são 400 famílias, sendo mil adultos e 60 crianças, inclusive recém-nascidos. "A Serra do Japi é importante para o ecossistema e solicitamos ao governo federal que tome providências, para preservar a Serra".A presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Condema), Silvia Cabrera Merlo, integrante também da Comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) também vai comunicar ao Incra que a área não é "agriculturável", já que a região é cercada por pedreiras. Para proteger a mata pertencente a Jundiaí, Haddad destacou 30 homens da Guarda Municipal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.