Prefeito de João Pessoa: protestos não atingem Dilma

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), disse agora nesta segunda-feira que os protestos que se espalham pelas principais cidades do Brasil não atingem, diretamente, a presidente Dilma Rousseff. O comentário foi feito por Cartaxo ao chegar ao Palácio do Planalto, onde participará de reunião com prefeitos, governadores, ministros e Dilma.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

24 Junho 2013 | 15h21

"Os protestos não têm um foco direcionado. Especialmente, não atingem diretamente a presidente Dilma nem um partido de uma forma específica", avaliou ele, que reduziu a tarifa de transporte coletivo de 2,30 reais para 2,20 reais na capital da Paraíba, dois dias antes do protesto marcado contra o preço das passagens e a favor do passe livre.

De acordo com Cartaxo, os políticos não estão com a "faca no pescoço", mas o momento é de "reflexão", uma vez que a sociedade brasileira exige mais investimentos e resultados. "Temos de apresentar resultados eficientes", afirmou. "Há muita discussão em relação à mobilidade urbana, saúde, educação. Vamos ouvir a proposta do governo federal e, em cima disso, vamos ter um posicionamento", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.