Prefeito de Jaboatão-PE defende união Aécio-Serra

Diante do risco, que considera concreto, de o PSDB perder protagonismo na cena política do Brasil depois da aliança do PSB com a ex-senadora Marina Silva (PSB-AC), o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, Elias Gomes (PSDB), prega que o presidente nacional tucano, senador Aécio Neves (MG), e o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), se unam visando à construção de um "projeto de Nação" com a participação direta dos brasileiros em todas as regiões.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

13 de outubro de 2013 | 16h41

O debate seria amplo, durante 90 dias, de acordo com a proposta de Gomes, com Aécio e Serra viajando pelo País, mas também teria dimensão internacional, buscando experiências de outras nações em assuntos como educação, sob a coordenação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "Vivemos num mundo globalizado, as discussões também devem ser ampliadas", afirmou o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, que defende uma "chapa puro-sangue" na eleição presidencial, integrada pelo presidente nacional do PSDB e senador de Minas Gerais e o ex-governador de São Paulo, que também representariam a política "café com leite", unindo os dois maiores colégios eleitorais do País.

Até a elaboração do plano, Aécio e Serra deixariam de lado a disputa pela indicação do partido em relação à candidatura presidencial. "Esta briga interna de Aécio e Serra é um atraso", observou Gomes. "Primeiro, os dois devem unir-se em torno de um programa." Ele também considera que "a aliança do partido com o DEM cansou e puxa o partido para o campo mais conservador".

Gomes lamenta que o PSDB tenha perdido a oportunidade de fazer uma aliança com o PSB, tese que ele defendeu há um ano e que poderia ter sido tentada depois que o presidente nacional socialista e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, se afastou do governo federal. "Depois de perder a chance de criar um fato político, que terminou sendo criado pela aliança do PSB com a Rede Sustentabilidade, o PSDB corre o risco de ficar de fora e assistir a uma polarização entre o PT e o PSB-Rede (na eleição presidencial de 2014)", observou, ao afirmar que este "grande diálogo" proposto pode oxigenar e mobilizar o PSDB.

A proposta deverá ser encaminhada nesta segunda-feira, 14, ao presidente do Diretório Estadual do PSDB de Pernambuco, Sergio Guerra. Jaboatão dos Guararapes é o segundo maior colégio eleitoral do Estado e o prefeito, um dos principais líderes da legenda local.

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBprefeitoAécioSerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.