Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Prefeito de Fortaleza pede apoio às obras de mobilidade

O novo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, que é do PSB, deixou nesta terça-feira o Palácio do Planalto, onde se reuniu com a presidente Dilma Rousseff, criticando a administração de sua antecessora, a petista Luizianne Lins. Roberto Cláudio pediu à presidente Dilma apoio para dar continuidade às obras de mobilidade urbana que deveriam já estar perto de ficar prontas para a Copa das Confederações. O prefeito citou, por exemplo, que as obras de acesso ao estádio Castelão deveriam estar 48% executadas, mas estão na marca de apenas 2%.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

22 de janeiro de 2013 | 19h34

"Não havia o menor compromisso com o cumprimento de calendários e a cada dia aparecem novo fornecedores cobrando dívidas que ainda não sabemos exatamente quanto representam", disse ele, em entrevista, depois de contar que prometeu à presidente apressar as obras de acesso ao Castelão para que estejam prontas no início da Copa das Confederações, em junho próximo. "Hoje, a dívida que achamos que temos é de R$ 400 milhões, mas as dívidas ainda estão sendo descobertas", prosseguiu, atacando a ex-prefeita petista.

Roberto Cláudio prometeu à presidente comparecer ao encontro de prefeitos, marcado para a próxima segunda-feira (28), no Centro de Convenções, em Brasília, onde ela pretende anunciar medidas de apoio aos municípios. Segundo ele, Dilma pediu que os prefeitos tragam também seus secretários, porque muitas mesas de trabalho estarão em funcionamento para oferecer ajuda na preparação de projetos e convênios que podem ser obtidos pelas prefeituras junto aos ministérios. Amanhã, a presidente Dilma receberá os prefeitos de Recife e João Pessoa.

Tudo o que sabemos sobre:
Fortalezaobrasmobilidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.