Prefeito de Curitiba quer baixar em 20% o próprio salário

O prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), enviou nesta segunda-feira à Câmara Municipal um projeto de lei propondo a redução em 20% de seus subsídios. A partir de abril, os vencimentos baixam de R$ 19.115,19 para R$ 15.292,15. Após os descontos estabelecidos por lei, ele receberá líquidos R$ 11.316,19. A decisão foi tomada após notícia do site G1, que apontou Richa como o prefeito que recebe o maior subsídio entre os 26 administradores de capitais."Fiquei surpreso com a informação e decidi propor a redução", acentuou o prefeito em nota distribuída por sua assessoria. Na mensagem enviada à Câmara, onde o Executivo não prevê nenhuma dificuldade para aprovação, Richa ressalta ter tomado a iniciativa "por me sentir profundamente preocupado com a atual conjuntura socioeconômica vivida pela população brasileira e, também, para situar o subsídio mensal em patamar próximo ou igual aos subsídios dos demais prefeitos de capitais brasileiras". O novo valor irá colocá-lo como o sexto maior vencimento entre os prefeitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.