Prefeito de Campinas exonera cunhado de Orlando Silva

O prefeito de Campinas, Pedro Serafim Júnior (PDT), exonerou o secretário de Esportes e Lazer, Gustavo Petta, filiado ao PC do B e cunhado do ministro Orlando Silva. A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Município de hoje. Serafim Júnior assumiu a prefeitura na sexta-feira, no lugar de Demétrio Vilagra (PT), afastado temporariamente pela Câmara, enquanto durar a Comissão Processante que vai apurar suposto envolvimento do petista em esquema de corrupção da Sanasa, empresa de saneamento de Campinas. Vilagra tomou posse no fim de agosto, após o ex-prefeito Hélio de Oliveira Santos, do PDT de Serafim Júnior, ter sido cassado.

TATIANA FÁVARO, Agência Estado

24 de outubro de 2011 | 19h31

Segundo informou o ex-secretário de Esportes e Lazer, a decisão de colocar os cargos à disposição foi tomada pelo PC do B na quinta-feira à noite, comunicada ao novo prefeito na sexta-feira, levou em consideração a conjuntura local e nada tem a ver com as denúncias contra o ministro Orlando Silva.

O PC do B de Campinas divulgou em nota que a decisão foi pautada exclusivamente pela conjuntura municipal. "Eu encarei a exoneração como algo natural", disse Petta nesta segunda ao Estado. "Tentar ligar isso à conjuntura do ministro do Esporte é forçar a barra", disse. "Sou solidário ao ministro e acredito que a verdade vá prevalecer, tanto que o acusador já admitiu não ter provas."

Além de Petta, foram exonerados Nilson Lucílio (chefia de Gabinete) e Otávio Antunes (Comunicação). O presidente da Sanasa, Fernando Pupo, também do PC do B, também deixará o cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.