Divulgação
Divulgação

Prefeito de BH tenta explicar motivo de Délio Malheiros não ter subido nas pesquisas

Márcio Lacerda disse que lamenta situação e que faltou informação ao eleitor

Leonardo Augusto, Especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2016 | 12h24

BELO HORIZONTE - Antes de votar ao lado de Délio Malheiros (PSD), seu candidato, o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), tentou explicar o fato de Malheiros não ter conseguido subir nas pesquisas de intenção de votos mesmo com sua administração sendo bem avaliada pelos moradores da cidade. Conforme dados do prefeito, seu índice de ótimo e bom é hoje de 30%. Antes da campanha, levantamentos apontavam 35%.

"Caímos pouco, mesmo com muitos candidatos criticando nossa administração. O que lamento é que, em uma campanha muito curta, e muitos candidatos, faltou informação para o eleitor. Muitas pessoas afirmavam que votariam em mim. Eu explicava que não era candidato".

O prefeito afirmou ter feito a escolha correta por Malheiros. "Não pudemos manter o candidato que preferíamos inicialmente por questões jurídicas que nem mesmo ele sabia", disse Lacerda, referindo-se a Paulo Brant (PSDB), que seria seu candidato na eleição.

Uma semana antes do prazo final para registro dos nomes para a disputa, no entanto, o prefeito anunciou apoio a Malheiros com a justificativa de que Brant respondia a processo por suspeita de operação ilegal durante o período em que foi diretor do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG). Brant, porém, disse que Lacerda sabia do processo. O prefeito, ao longo das negociações em busca de aliança para a eleição, vinha encontrando dificuldades em fechar acordo com outros partidos para ter mais tempo na propaganda eleitoral em rádio e televisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.