Prefeito cassado extingue secretarias antes de deixar o cargo

Cassado pela Justiça Eleitoral, o prefeito de Sapiranga (RS), Joaquim Portal dos Santos (PP), decidiu "enxugar" a administração de seu sucessor Nelson Spolaor (PT) cortando quatro das oito secretarias do município da região metropolitana de Porto Alegre. A decisão, aprovada pela Câmara de Vereadores na segunda-feira, revoltou o grupo político de Spolaor, que considera que a nova gestão nascerá "engessada" depois de dez anos de administração dos adversários.O mandato de Santos foi cassado no dia 3 de outubro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico. O prefeito ainda não entregou o cargo porque o acórdão não foi publicado. Foram extintas as pastas de Assistência Social, Cultura e Turismo, Transporte e Agricultura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.