Prefeito acusado de homicídio é cassado

A Câmara de Fênix, a 420 Km de Curitiba, cassou anteontem, por unanimidade, o mandato do prefeito Aristóteles Dias dos Santos Filho (PMDB). Ele foi eleito vice-prefeito e está preso desde 19 de junho, sob acusação de ser um dos mandantes da morte do então prefeito, Manuel Custódio Ramos (PMDB), em fevereiro de 2006, para assumir seu lugar. O presidente da Câmara, Mauro Marangoni (PMDB), deve ser empossado para o término da gestão, no próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.