Prefeita viaja e levanta dúvidas sobre mandato

A prefeita de Ribeirão Preto (SP), Dárcy Vera (PSD), não apareceu para dar expediente na prefeitura nesta terça-feira. O sumiço ocorre um dia após seu mandato e o do vice, Marinho Sampaio (PMDB), ser cassado pelo juiz da 108ª Zona Eleitoral da cidade, Heber Mendes Batista. A assessoria de comunicação da prefeitura informou que a prefeita foi para São Paulo, mas sem explicar o motivo da viagem. A orientação foi para que a reportagem entrasse em contato com seu advogado, Ricardo Porto, que conta com escritório justamente na capital paulista.

RENE MOREIRA, Agência Estado

12 de março de 2013 | 18h17

O advogado da prefeita informou por meio de seu escritório que somente responderia questionamentos por email. Mas contatado via internet sobre o futuro de sua cliente, o advogado não respondeu até o final da tarde. O juiz eleitoral Heber Mendes Batista também foi procurado para falar sobre sua decisão e se ela teria validade de imediato, como chegou a ser cogitado. A secretária do Fórum informou, porém, que ele não atenderia a imprensa para não atrapalhar as audiências. E que todas as informações já constam no despacho desta segunda-feira (11).

Na decisão, além da cassação, o juiz também estipulou uma multa de R$ 50 mil para a prefeita e esse mesmo valor para o vice. Determinou também que a dupla se torne inelegível por oito anos. A defesa da prefeita recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pedindo a suspensão da determinação até que o recurso seja analisado em instância superior.

Tudo o que sabemos sobre:
JustiçacassaçãoRibeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.