Prefeita de Maceió quer Lula nos palanques no 2º turno

No momento em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva está sendo acusado de ter infringido a legislação eleitoral por pedir votos para a reeleição de Marta Suplicy, a presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, Kátia Born (PSB), defendeu, no Palácio do Planalto, a presença de Lula nos palanques e comícios, no segundo turno das eleições municipais. "Acho que, no segundo turno, o presidente tem de ir nos comícios, nas cidades onde têm as alianças, tem de subir nos palanques", disse.Para Kátia Born, que é prefeita em Maceió e não disputa a reeleição, "essa legislação eleitoral é muito dura, é muito sem regulamentação". E prosseguiu: "como é que um presidente da República, que todo mundo sabe que é Marta, não pode falar o nome da Marta. Isso é falsidade e o Lula não é falso".Na opinião da prefeita de Maceió, as acusações que estão sendo feitas são injustas. "É uma injustiça com a Marta, porque ela não estava nem lá, estava na periferia arranjando voto", declarou ela, acusando o PSDB e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de terem feito campanha. "Por isso, se o Tribunal eleitoral quer punir o Lula, eu não acho justo porque ele, primeiro, terminou o discurso oficial, depois foi que tocou no nome da Marta", observou. As declarações de Kátia Born foram feitas no Planalto, após cerimônia de envio de projeto de lei de incentivo às micro e pequenas empresas no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.