Prédio do Incra em Brasília é ocupado por manifestantes sem-terra

União Camponesa e MBST chegaram à capital federal em ônibus e entraram no prédio na madrugada

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2017 | 07h24

O prédio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Brasília foi ocupado por manifestantes da União Camponesa e do Movimento Brasileiro Sem-Terra (MBST), na madrugada desta segunda-feira, 22. Conforme o 3º Batalhão de Polícia Militar da capital federal, um grupo de cerca de 70 pessoas chegou ao local por volta das 3 horas da manhã e aproveitou um momento de distração de vigilantes para entrar no edifício. Eles chegaram à cidade em ônibus fretados.

A PM monitora a área, mas ressalta que a segurança do prédio do governo é de responsabilidade da Polícia Federal (PF). Não há registro de depredação no local.

Os manifestantes alegam que querem ser recebidos por um representante do Incra para tratar da desapropriação de áreas para reforma agrária. A reportagem não conseguiu contato com a assessoria de comunicação do Incra e nem com as entidades de trabalhadores rurais, até o momento.

Tudo o que sabemos sobre:
IncraBrasíliaPolícia Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.