Precisamos reduzir riscos de fazer negócios no Brasil, afirma Dilma

Declaração foi dada durante entrevista da presidente ao Wall Street Journal; mais tarde, ela se reunirá com Barack Obama

O Estado de S.Paulo

29 Junho 2015 | 11h36

NOVA YORK - A presidente Dilma Rousseff afirmou em entrevista ao Wall Street Journal que um ambiente mais amigável aos negócios é necessário para o Brasil atrair o investimento que precisa para restaurar o crescimento.

"Nós precisamos reduzir os riscos de fazer negócios no Brasil", disse Dilma em Nova York, onde começou uma vista aos EUA para atrair investidores. Dilma também vai se reunir com o presidente norte-americano Barack Obama em Washington.

A tarefa de Dilma é dificultada pelas fracas condições econômicas no Brasil. A inflação anual está em torno de 8,8% apesar das altas taxas de juros, com a taxa Selic em 13,75%. Economistas preveem uma contração econômica neste ano. No entanto, Dilma afirmou que o Brasil tem fundamentos fortes que devem atrair os investidores de longo prazo.

A presidente e alguns ministros estão em Nova York para apresentar aos investidores um pacote de projetos de infraestrutura que, eles esperam, atrairão os investidores norte-americanos. Dilma disse que mais liberalização do comércio é necessária para estimular companhias brasileiras a aumentar a produtividade.

Dilma deve jantar com Obama hoje à noite e ter reuniões de trabalho em Washington amanhã. Depois ela irá para a Costa Oeste para se reunir com representantes do setor de tecnologia. Fonte: Dow Jones Newswires

Mais conteúdo sobre:
Dilma Rousseff Brasil Barack Obama EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.