PRE-SP impugna candidato 'ficha suja' do PDT

A Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRE-SP) obteve o indeferimento do pedido de registro do candidato a deputado federal Aluizio Leonardo (PDT). A ação foi movida porque transitou em julgado em julho de 2009 uma condenação criminal contra o candidato por receptação. A Lei da Ficha Limpa determina que o candidato se torna inelegível por oito anos a partir da condenação.

EQUIPE AE, Estadão Conteúdo

18 de agosto de 2014 | 16h53

Com o candidato do PDT, sobe para 7 o número de candidatos impugnados no Estado pela Lei da Ficha Limpa. Também foram impugnados os registros de: Mazen Ezzat Haidar (Coligação PMDB/PSD/PP), Delbio Camargo Teruel (Coligação PMDB/PROS/PP/PSD), Francisco Pereira de Sousa Filho (Coligação PSDB/DEM/PPS/PRB), Paulo Sérgio Rodrigues Alves (PR), Pedro Nunes Filho (PDT) e Anésia Aparecida Rodrigues Schmidt (PR).

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesPRE-SPficha sujaPDT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.