Pré-candidatos tucanos ao governo de SP organizam debate à revelia do diretório estadual

Luiz Felipe d'Ávila, Floriano Pesaro e José Aníbal irão fazer dois encontros no próximo sábado, 10

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 20h14

Os três pré-candidatos do PSDB ao governo de São Paulo organizam uma série de debates a partir de sábado para discutir propostas pelo Estado. O cientista político Luiz Felipe d'Ávila, o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, e o ex-senador José Aníbal agendaram dois encontros para o próximo sábado, 10, um na região da Penha e outro no Butantã, na capital paulista.

A intenção é fazer um debate por dia na semana que vem em outros municípios. As prévias tucanas para escolher o candidato à sucessão de Geraldo Alckmin estão marcadas para os dias 18 e 25 de março. Os debates ocorrem à revelia do Diretório Estadual do partido, já que a proposta apresentada pelos três para adiar as prévias em uma semana e promover cinco debates foi rejeitada pelos membros do colegiado na última segunda-feira (5).

 

++ Doria é o nome com mais votos para o governo de SP, defendem aliados

"O objetivo é fazer valer as prévias, que requerem o debate para a que militância conheça melhor os candidatos e suas propostas", argumenta Luiz Felipe d'Ávila. Ele disse que o prefeito João Doria (PSDB), que não admitiu mas se movimenta para disputar a sucessão, também foi convidado para os encontros. Questionado se compareceria, o prefeito, por meio de sua assessoria, informou apenas que ele não está inscrito para as prévias.

Luiz Felipe d'Ávila nega qualquer objetivo de constranger Doria com a realização dos debates. "Não há um objetivo de constranger, ao contrário, é muito fundamental a participação do prefeito que aspira ser candidato", diz o cientista político.

Na segunda-feira, d'Ávila, Pesaro e Aníbal não conseguiram adiar as datas das primárias em uma semana e a proposta defendida por Doria - de manter o calendário estipulado pela Executiva estadual do partido - foi aprovada. Na ocasião, Doria foi aclamado por um grupo de militantes sob gritos de "João Governador".

++ PSDB estará unido para vencer eleição em São Paulo, diz Doria

Como o Estadão/Broadcast Político antecipou, um grupo de parlamentares do PSDB deve inscrever João Doria nas prévias tucanas até terça-feira (13), prazo final para a colocação dos nomes. Para se lançar oficialmente como pré-candidato, o prefeito terá de responder formalmente ao Diretório Estadual aceitando a indicação. Por enquanto, ele não admitiu se lançar na disputa.

O presidente do Diretório Municipal do PSDB em São Paulo, vereador João Jorge, um dos articuladores da inscrição de Doria nas prévias, diz que a realização de debates entre pré-candidatos "é saudável, mas não é essencial". "Não há necessidade, eles são conhecidos da militância", afirma. Jorge disse ainda que é possível organizar debates após a inscrição dos pré-candidatos no processo. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.