Prazo para retirar assinaturas de CPI vai até meia-noite

Após a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, o vice-presidente do Senado, Marconi Perillo (PSDB-GO), informou que a retirada de assinaturas por parte de qualquer dos 32 senadores que firmaram o requerimento somente poderá ser feita até a meia-noite de hoje. De acordo com a Agência Senado, o líder do PSDB na Casa, Arthur Virgílio (AM), no entanto, afirmou acreditar que a CPI será instalada. Para Virgílio, não haverá desistências. Uma CPI precisa de 27 assinaturas para ser instalada.

AE, Agencia Estado

15 de maio de 2009 | 10h43

O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) leu na manhã de hoje, em plenário, o requerimento para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras. A CPI tem como meta investigar a mudança contábil que levou a Petrobras a pagar menos impostos. Com a leitura, a instalação da CPI depende agora da manutenção das assinaturas no requerimento e da publicação no Diário do Senado para que os líderes façam as indicações dos integrantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.