Prazo para impugnar Rede termina sem contestações

Depois de ter amargado uma derrota na quarta-feira, 25, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Rede Sustentabilidade terminou a semana com uma notícia positiva. Ninguém questionou a criação da legenda que, se aprovada pelo TSE, deverá lançar a candidatura da ex-senadora Marina Silva à Presidência da República.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

30 de agosto de 2013 | 20h17

O prazo para impugnação do pedido de registro da sigla terminou às 19 horas desta sexta-feira, 30. De acordo com informações do TSE, nenhuma contestação foi protocolada até o fechamento do protocolo do tribunal.

Nos próximos dias, a ministra do TSE Laurita Vaz deverá encaminhar o processo para análise do Ministério Público Eleitoral. Na quarta-feira, Laurita rejeitou um pedido da Rede para que fosse flexibilizado o processo de validação das assinaturas de apoio à criação do partido. Se Laurita tivesse concordado com o requerimento, os cartórios seriam obrigados a validar as assinaturas sem a devida conferência dos dados.

Para ter candidatos na eleição do próximo ano, a Rede Sustentabilidade precisa obter o registro na Justiça Eleitoral até o dia 8 de outubro. Uma das condições para a concessão do registro é a comprovação da autenticidade de pelo menos 492 mil assinaturas de apoio à criação da sigla. A Rede reclama que há atraso no trabalho dos cartórios.

Tudo o que sabemos sobre:
Redeimpugnação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.